Vida longa e próspera.

 

O que você faria se pudesse viver 20 anos a mais?

E 60?

Que tal mais 420 anos?

Avanços cada vez mais acelerados na ciência da longevidade devem começar a trazer resultados práticos num futuro muito próximo, reinventando a nossa maneira de vivemos e organizamos nossas vidas pessoais e nossas carreiras, transformando a sociedade de uma forma radical no processo.

Calcula-se que por volta de 2035 existe uma possibilidade real de que se atinja a velocidade de escape terminal, um ponto onde o aumento da expectativa de vida vai acontecer mais rápido do que o nosso envelhecimento, o que criaria a possibilidade de que nos tornássemos amortais – e não imortais, porque eventos inesperados como acidentes ainda poderiam causar o fim antecipado das nossas vidas.

Um dos maiores passos na direção de encontrar uma forma de combater o fim precoce das nossas vidas foi entender quais são as causas do nosso envelhecimento. E eles são muitos! 

Entre elas estão a instabilidade genômica, o encurtamento dos telômeros, alterações epigenéticas, disfunção mitocondrial, senescência celular, a exaustão da produção de células-tronco e a alteração da comunicação intercelular, que interfere na circulação sanguínea, e nos nossos sistemas endócrino e imunológico.

A partir dessas pesquisas, surgiram várias frentes de estudos focados nos chamados "tratamentos regenerativos", que vão desde a criação de órgãos em laboratórios até terapias genéticas, passando pelo desenvolvimento de medicamentos que combatem o declínio da eficiência dos nossos sistemas biológicos e são até capazes de não só de aumentar a duração das nossas vidas, mas a duração da saúde.

De repente, parece que o sonho universal de viver além do nosso tempo começa a deixar o reino da literatura de ficção e começa a se tornar uma possibilidade cada vez mais próxima da realidade.

A pergunta que não quer calar: o que você faria com esse tempo extra?

Comentários

  1. Este tema, parece ser mais um dos temas, que deveriam ser para poucos, pois se todos vivessem o dobro, a população da terra ia duplicar em menos de 50 anos... mesmo que os indices de natálidade ficassem no 1 x 1.... Isso deveria ter uma comissão internacional, para ganhadores de premios nobeis, que por uma clara geração de valor maior para a sociedade, ganhass o direito de prolonga a vida por vaias gerações. Ha uma série na Netflix que aborda esta temática e é bem legal... Biohackers

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Eu, robô?

Os Cisnes Negros e os Rinocerontes Cinzentos

As Ruas de Dubai e as Tecnologias Invisíveis.